DESPORTO

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Morreu Eusébio da Silva Ferreira 05 Janeiro 2014

Eusébio da Silva Ferreira, 71 anos, morreu na madrugada deste domingo, 5, pelas 3h30 de Portugal (2h30 em Cabo Verde), vítima de insuficiência cardíaca. O corpo do antigo futebolista deverá ser transportado ainda este domingo para o Estádio da Luz, onde ficará dois dias. O funeral deverá realizar-se na terça-feira.

Morreu Eusébio da Silva Ferreira

Considerado um dos melhores jogadores de todos os tempos Eusébio destacou-se ao serviço do Benfica e da Selecção Nacional, tendo sido determinante na conquista do terceiro lugar no Campeonato do Mundo de 1966. O «Pantera Negra» era conhecido pela sua velocidade, técnica e pelo seu poderoso e preciso remate de pé direito.

O antigo jogador já vinha dando sinais de saúde debilitada, tendo estado internado em Junho de 2012 no Hospital da Luz, na sequência de um acidente vascular cerebral (AVC) que sofreu na Polónia. Eusébio estava em Poznan a acompanhar a selecção nacional durante o Campeonato da Europa de futebol, quando se sentiu mal e foi internado num hospital daquela cidade polaca.

Eusébio nasceu a 25 de Janeiro de 1942 em Maputo, Moçambique. Com o Benfica, o "King", nome que também passou a ser dado a Eusébio após a Puma ter criado umas botas em homenagem ao jogador, foi 11 vezes campeão nacional, ganhou cinco Taças de Portugal e foi campeão europeu (1961/62).

Até há pouco tempo, e antes do surgimento de jogadores como Luís Figo ou Cristiano Ronaldo (outros nomes grandes de tempos mais recentes), o currículo de Eusébio não tinha rival à altura entre os jogadores portugueses.

O "Pantera Negra" foi sete vezes o melhor marcador do campeonato português (1963/4, 1964/5, 1965/6, 1966/7, 1967/8, 1969/70 e 1972/73), duas vezes o melhor marcador europeu (1967/8 e 1972/73) e uma vez eleito melhor futebolista Europeu.

Recebeu várias distinções nacionais e estrangeiras ao longo da vida, entre elas os colares de Mérito Desportivo (1981) e de Honra ao Mérito Desportivo (1990), além da "Águia de Ouro", o mais alto galardão do Benfica, em 1982.

Do desporto às artes, viu a sua imagem inspirar cronistas, realizadores, bandas de música, escultores ou outros criativos. Uma estátua no Estádio da Luz e uma réplica em Boston, o nome de um avião da TAP são exemplos.

O antigo jogador tem também o nome em ruas de várias localidades, na galeria da fama em Manchester, em Inglaterra, ou as pegadas no cimento da calçada da fama do Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, em iniciativas que prolongam no tempo um futebolista de excepção.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
publicidade

Cap-vert

Uhau

Uhau