SOCIAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Roubo de energia provoca transtornos e descontentamento à população de Monte Vermelho 18 Maio 2017

A população do Monte Vermelho, Cidade da Praia, está descontente com o roubo de energia eléctrica. É que o alto preço cobrado pela energia eléctrica e água em Cabo Verde tem levado várias pessoas a fazerem o uso indevido do serviço prestado pela ELECTRA. As consequências que advêm desse crime de furto de energia e ligações clandestinas têm trazido grandes problemas às pessoas deste bairro, nestes últimos dias.

Roubo de energia provoca  transtornos e descontentamento à população de Monte Vermelho

Todos os residentes do Monte Vermelho ficaram sem o fornecimento de energia eléctrica desde o início da noite desta terça-feira, 16, quando ocorreu um apagão, supostamente provocado por ligações clandestinas e roubo de energia por alguns moradores locais.

Contactado pelo asemanaonline, o residente Carlos Fernandes garante que fazer ligações clandestinas de energia eléctrica, não só causa danos nas redes da ELECTRA, como trazem prejuízos económicos e sociais graves para todos. “ Sao muitos os riscos de ligações clandestinas de energia eléctrica. Além de provocar avultados prejuízos financeiros, essa prática pode colocar em perigo o sistema eléctrico e a vida dos seres humanos, uma vez que é realizada por individuados não habilitados e que não atendem a requisitos técnicos de segurança, podendo danificar a rede eléctrica e ocasionar a ruptura dos condutores e cabos eléctricos”, adverte.

Segundo o comerciante e empresário Damião Andrade, está difícil trabalhar por causa das constantes quedas de tensão e apagões recorrentes em Monte Vermelho. “Temos que trabalhar, esperando a qualquer momento uma queda de energia ou de apagão, causado por roubo de energia ou ligações clandestinas. Quando ficamos no escuro, não temos como conservar nossos produtos perecíveis, que acabam estragando, como frango, carne, peixe, frutas, hortaliças, bebidas e refrigerantes, que dependem de uma forma adequada de conservação para durar. Acabamos por nos conformar com isso e arcar com o prejuízo, sem falar nos clientes que ficam chateados por conta do comércio sem electricidade”, desabafa.

Este gerente comercial ainda enfatiza que as perdas financeiras provenientes das ligações clandestinas ocasionam consequente aumento na tarifa de energia. “Quando a pessoa liga e eleva o nível de perda na distribuição de energia, necessariamente isso reverte na tarifa. Cada ciclo de revisão tarifária feito pela ELECTRA analisa os gastos operacionais, dentre eles os desperdícios na distribuição. As perdas compõem a tarifa, o que implica dizer que, quanto mais gasto, mais cara fica a tarifa. Ou seja: todo mundo paga essa conta”, revela.

Crime e impacto na indústria

Para o morador Ailton Semedo, que trabalha como serralheiro mecânico, cada minuto sem energia significa perda de capital, pois tudo que é investido em um trabalho de lanterna pode ser perdido se houver um apagão. “Eu espero que essas constantes faltas de energia e ligações clandestinas um dia acabem para que possamos trabalhar tranquilos, sem o risco de ficarmos no prejuízo. Acredito que nós, moradores em geral, deveríamos denunciar qualquer pessoa que esteja a roubar energia eléctrica porque afinal, ficamos todos prejudicados”, aconselha.

Perante esta situação, uma fonte da ELECTRA assegura que o roubo de energia eléctrica, além de ser um crime, pode “roubar a vida às pessoas”. Na sequência de várias perdas humanas, morte por electrocussão em cabos eléctricos de ligação clandestina registadas nos últimos anos, a ELECTRA alerta às pessoas no sentido de evitarem tal prática. “Roubar energia é crime punível por lei e as ligações clandestinas e roubo de energia podem provocar cortes de luz na área de residência e danificar os electrodomésticos”, indica.

Recorde-se que vários casos de morte por electrocussão, incêndio de residências, frequentes e repentinos cortes de energia eléctrica, danos nos electrodomésticos e preços elevados nas facturas têm sido alguns dos problemas enfrentados pelos cabo-verdianos. Isto porque uma boa parte de moradores tem roubado a energia eléctrica, “devido a fracos recursos para arcar com o elevado preço do consumo de energia eléctrica no pais”.

CL

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau
publicidade


Newsletter