POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

PP anuncia convocar manifestação contra censura e manipulação em órgãos da comunicação social 16 Maio 2017

O Partido Popular vai promover, dentro em breve, uma manifestação para protestar contra a alegada censura e a manipulação na Televisão Nacional de Cabo Verde (TCV) e na TV Record Cabo Verde. A decisão saiu da reunião extraordinária da direcção do mesmo partido, que aconteceu, no último fim-de-semana, na sua sede, em Achada de Santo António – Praia.

PP anuncia convocar manifestação contra censura e manipulação em órgãos da comunicação social

O líder Amândio Barbosa Vicente explica que esta decisão surgiu em reacção à deliberação da Agência Reguladora da Comunicação (ARC), que não deu provimento à queixa que fez contra os dois órgãos da comunicação social por não terem coberto algumas actividades do PP - este considerou ter sido descriminado.

Segundo Amândio deixou entender, tudo indica que essa manifestação contra a alegada censura e manipulação dos órgãos da comunicação social – principalmente nos órgãos públicos e TV Record - irá decorrer na capital cabo-verdiana. Constam que os populares vão utilizar os meios possíveis para mobilizar o público - um deles poderá ser as novas tecnologias da comunicação.

Queixa contra ARC e expansão do PP

Barbosa Vicente anuncia que, além da manifestação referida, o Partido Popular vai interpor um recurso junto das instâncias judiciais contra a decisão da Agência Reguladora da Comunicação Social. Tudo em busca de igualdade de tratamento pelos media, tendo em vista a nossa natureza de Estado de Direito Democrático.

A direcção do Partido Popular também analisou a estratégia para a sua implantação na Região Norte de Cabo Verde. «Para do alargamento do PP às Ilhas de São Vicente e Santo Antão, vai-se utilizar a viagem das promoções das companhias aéreas, a fim de haver mais disponibilidade da ida de um grupo grande às duas ilhas. Por isso, a data dessa deslocação ficará em função da época das promoções», lê-se numa nota da mesma formação política remetida a este diário digital.

O presidente do PP revelou, por outro lado, que a reunião do final da semana passada serviu para para passar em revista os resultados dos trabalhos de terreno realizados em alguns bairros da Capital. «Quanto ao balanço dos contactos porta a porta feitos em Eugénio Lima (6 de Maio) e São Martinho (13 de Maio) – face ao bloqueio imposto pela TV Record Cabo Verde e pela TCV - a direcção deliberou que o caminho é o contacto com a população directamente, pelo que o balanço tem sido frutífero», conclui Amândio Barbosa Vicente.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau
publicidade


Newsletter