NÔS TRADISON

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Festa São Filipe: Cabo Verde Show e Zé Delgado aqueceram a Praça do Presídio 01 Maio 2017

Cabo Verde Show, Zé Delgado e Tabanca Djaz aqueceram a Praça do Presídio até o sol raiar, neste domingo, 30, por ocasião das tradicionais festas do município de São Filipe, que se assinala a 01 de Maio. O ponto alto deste festival musical esteve marcado com vários géneros e ritmos musicais, com destaque para o kolá-dance, funaná, zouk, coladeira, morna, entre outros.

Festa São Filipe: Cabo Verde Show e Zé Delgado aqueceram a Praça do Presídio

A emblemática Praça do Presídio esteve lotada na noite deste domingo com emigrantes, gentes de todas as partes do concelho e de outras ilhas que se juntaram para cantar e dançar ao som de kolá-dance, cabozouks, funaná, coladeiras e outros géneros musicais nacionais e estrangeiros exibidos pelos grupos musicais “Bocarron”, “Cabo Verde Show” e “Tabanca Djaz”, bem como pelos artistas Zé Delgado e Djodje.

“Bocarron”, que foi fundado em 1993, abriu o espectáculo, através dos vocalistas Félix Lopes e Jorge Sena, mas quem fez o delírio do público foi Zé Delgado, com os seus clássicos, tais como “herança de nha raça”, “Amor de cristal”, “Hino de amor”, “ka ta piza na lama”, “Xuxa de nha infância”, entre outros temas que gravados por ele e agrupamentos musicais.

Outro conjunto que encantou os milhares de espectadores foi o de renome internacional Cabo verde Show, com as vozes do Boy Gé Mendes e Manú Lima. As canções destes dois artistas são bem conhecidas de uma boa parte do público presente que, com muita elegância e boa disposição souberam atrair e emocionar os presentes. Com mais de 40 anos de carreira, Cabo Verde Show conseguiu aquecer e fazer vibrar os homens e as mulheres de todas as idades que assistiam o festival.

Últimas actuações da festa

Mas a festa da bandeira do Fogo vai prosseguir com várias outras manifestações culturais. Já esta segunda-feira, 01, o último dia da tradicional festa de Nhô sanfilipe, haverá uma missa na igreja Matriz, seguida de um almoço oferecido pelos festeiros na Casa das Bandeiras e de Cavalhadas e passagem da bandeira no Alto de São Pedro- culmina com o ritual de apanha de bandeira para a edição do próximo ano.

O início da noite está reservado para um baile popular com grupos locais e as festividades encerram-se com o reconhecido grupo “Bulimundo”, que promete levar o público ao rubro até a matina.

Celso Lobo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau
publicidade


Newsletter