REGISTOS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Fome em África: 4,4 milhões para evitar a maior catástrofe humanitária na história da ONU 13 Março 2017

O coordenador da ajuda humanitária das Nações Unidas, Stephen O’Brien, diz serem necessários 4,4 mil milhões de dólares (4,1 mil milhões de euros) até julho para evitar a maior catástrofe dos 70 anos de história das Nações Unidas.

Fome em África: 4,4 milhões para evitar a maior catástrofe humanitária na história da ONU

O coordenador da ajuda humanitária das Nações Unidas, Stephen O’Brien, diz serem necessários 4,4 mil milhões de dólares (4,1 mil milhões de euros) até julho para evitar a maior catástrofe dos 70 anos de história das Nações Unidas.

Após uma digressão pela Somália, o Sudão do Sul, o norte da Nigéria e o Iémen, o responsável traçou um quadro muito dramático do que testemunhou e, perante o conselho de Segurança da ONU, disse estarmos “a viver um momento perigoso da história” e a “enfrentar a maior crise humanitária desde a criação das Nações Unidas”, em 1945.

“Neste momento, mais de vinte milhões de pessoas apenas em quatro países enfrentam a subnutrição e a fome. Sem esforços coletivos e coordenados, estas pessoas vão simplesmente morrer de fome”, alertou Stephen O’Brien, citado pelo Wueronews.

Só para os quatro países referidos, “uma injeção imediata de fundos somada a um acesso seguro e desimpedido são necessários para permitir aos parceiros para evitar a catástrofe”, advertiu o chefe do gabinete de coordenação de assuntos humanitários (OCHA, na sigla inglesa).

“Para ser preciso, precisamos de 4,4 mil milhões até julho e este é o custo detalhado, não um número para negociar”, acrescentou ao site que vimos citando.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau
publicidade


Newsletter