Sem título

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Brasil: Temer e família mudam para Palácio da Alvorada, Dilma elegível e MC sem jeito no “Prémio Camões” 20 Fevereiro 2017

A Agência Brasil divulga, no sábado último, que a primeira família (foto) já está a morar na residência oficial, o Palácio da Alvorada.

Brasil: Temer e família mudam para Palácio da Alvorada, Dilma elegível e MC sem jeito no “Prémio Camões”

A ocupação do Palácio da Presidência da República deveria ter ocorrido nos dias imediatos a 31 de Agosto, data em que Michel Temer ascendeu a Chefe de Estado. Afastada do cargo no processo de “impeachment”, a presidente Dilma Rousseff já tinha desocupado a residência oficial desde Maio, como então se noticiou.

Durante este tempo, Michel Temer e a família moraram entre São Paulo e Brasília. Na capital, ocupavam o Palácio Jaburu, residência oficial do vice-presidente.

Eleita Mulher do Ano 2016 pela Financial Times, “Presidenta eleita do Brasil” não descarta candidatar-se

A ex-presidente Dilma Roussef afirmou, em entrevista à AFP, publicada nesta sexta-feira, 17, que poderá candidatar-se à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal.

Dilma não perdeu os direitos políticos para ocupar cargos públicos, e pode, portanto, ser candidata a cargos electivos. Nas redes sociais, mantém a apresentação "presidenta eleita do Brasil".

Entrega de Prémio Camões: Ministro da Cultura critica apoio de Raduan Nassar a Dilma

A cerimónia de entrega do Prémio Camões ao autor Raduan Nassar nesta sexta-feira, 17, foi marcada por um incidente que não passou despercebido.

Segundo relatos da imprensa brasileira, o governo federal prevendo que o autor de "Lavoura Arcaica" faria um discurso crítico sobre o governo de Michel Temer, fez inverter a ordem tradicional da cerimónia.

Em vez de falar por último, Raduan falou primeiro.

Isso permitiu que o ministro da Cultura, Roberto Freire, tivesse a última palavra, causando constrangimento com uma resposta dura a Raduan, que havia acusado o governo de golpista.

O ministro sugeriu que o escritor não deveria aceitar o prémio, no valor de €100 mil (11 milhões CVE).

Discurso do escritor

Ao discursar, Raduan chamou o governo Temer de repressor e de atrelado ao neoliberalismo, com uma "escandalosa concentração de riqueza". Disse também que o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff foi um golpe e lamentou a parcialidade do Supremo Tribunal Federal e do Ministério Público ante o actual governo.

"Mesmo de excepção, o governo que está aí foi posto e continua amparado pelo Ministério Público e de resto pelo Supremo Tribunal Federal. Dois pesos, duas medidas".

Criticou ainda a escolha de Moraes para presidente do Supremo Tribunal Federal (STF): acusou o ministro da Justiça cessante (no Brasil, diz-se "licenciado") de, enquanto secretário de Segurança Pública de São Paulo, ter sido responsável pela invasão de escolas ocupadas por estudantes e por ter agido com violência contra manifestações da oposição nas ruas.

Fontes: Agência Brasil, Globo, AFP, FT.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
publicidade

Cap-vert

Uhau

Uhau