POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Parlamento: PAICV anuncia que vai interpelar o governo sobre as questões sociais 17 Fevereiro 2017

O PAICV vai interpelar o Governo, na plenária da Assembleia Nacional que arranca na próxima segunda feira,20, sobre o impacto das questões sociais na vida dos cabo-verdianos e a proposta de lei para a reforma antecipada dos funcionários de Serviços Autónomos de Água (SAA) nos Municípios da ilha de Santiago. O anuncio foi feito, nesta quinta-feira, pelo vice-presidente da bancada parlamentar, Rui Semedo, durante uma conferência de imprensa realizada na Praia, onde Semedo fez também um balanço das jornadas parlamentares do seu partido.

O deputado fundamentou que a bancada do PAICV pretende, com esta interpelação a ser feita ao governo de Ulisses Correia e Silva, ressaltar o impacto das medidas de politicas que têm sido tomadas pelos sucessivos governos - desde a independência de Cabo Verde e até à data - com vista ao empoderamento social e a melhoria das condições de vida das famílias cabo-verdianas. “Nesse sentido, temos todos a obrigação de garantir que haja a continuidade na tomada de medidas para que os cabo-verdianos não percam os ganhos sociais que têm tido, desde a educação, saúde, melhoria das condições de habitabilidade, acesso ao rendimento e a um conjunto de bens essenciais que têm a ver com a melhoria das suas condições de comodidade e de nível de conforto, mas também para poderem ter condições que garantam a educação dos seus filhos, à saúde e a um futuro melhor”.

A pensar nisso, Rui Semedo anuncia que, na próxima sessão parlamentar, a sua bancada irá interpelar o Governo de Ulisses Correia e Silva sobre algumas questões importantes, com destaque para a seguinte: Que medidas estão sendo tomadas ou que irão ser tomadas para garantir que os cabo-verdianos continuem nesta linha ascendente de empoderamento social e de melhoria das suas condições de vida de uma forma global?

Para o politico, um outro questionamento a ser feito pelo PAICV na plenária da próxima semana diz respeito à proposta de reforma antecipada para os funcionários dos Serviços Autónomos de Água nos Municípios de Santiago . É que, segundo ele, o governo tem na forja esta medida no âmbito da reforma que vem sendo feita há alguns anos através do programa norte-americano MCA.

O maior partido da oposição faz questão de defender que esta reforma “estruturante”, ao nível de Santiago, deverá implicar também reformas ao nível dos Serviços Autónomos de Água, reconhecendo que esta medida vai contribuir para a melhoria das condições de vida da população no tocante ao abastecimento de água e saneamento.

Entretanto, Rui Semedo vai avisando que o Grupo Parlamentar do PAICV quer que estas medidas não prejudiquem as pessoas que estejam a trabalhar - as que estão empregadas esses anos todos. Por isso, o partido vai interpelar o executivo do MpD sobre «Que medidas para as famílias que dependem de recursos e rendimentos destes funcionários dos Serviços Autónomos de Água”, assevera Rui Semedo, para quem o PAICV vai para o debate parlamentar, que começa na próxima segunda-feira,, com um espírito de responsabilidade e como uma oposição construtiva que quer dar a sua contribuição para o desenvolvimento de Cabo Verde.

Celso Lobo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
publicidade

Cap-vert

Uhau

Uhau